NebulozA RocK: na contramão dos rótulos



A NebulozA RocK acumula muitas histórias para contar em pouco mais de um ano participando de eventos independentes realizados na Bahia. Fundada em janeiro de 2010, a banda passou por um breve período de preparação e deu início a um currículo de palco que já inclui shows no tradicional “O Rock Continua na Veia” (Feira de Santana, promovido pela P.U.N.K. Produções), no “Halloween Reminiscências” (Salvador) e no “Festival de Música do Bravo” (Serra Preta-BA), entre outros. Agora, com cinco meses de experiência ao vivo, está confirmada no segundo dia do Grito Rock feirense, 27, e promete surpreender o público com seu estilo performático.

Segundo o vocalista Brunno Adon, a Nebuloza faz um trabalho “que hoje pode parecer loucura, mas daqui a um tempo será normalidade”. A proposta é não se prender a um rótulo específico, o que permite aos integrantes um passeio natural pelo thrash metal old school, pelo hardcore, pelo gothic e mais subgêneros do rock. Os temas também variam desde o ocultismo, o paganismo, os rancores e os amores não-correspondidos até o humor irreverente, a exemplo da canção “Pirigótica”.

Como ainda acrescenta frontman, tamanha mistura de estilos tende a ganhar doses teatrais e conquistar os espectadores. Ele acredita que o Grito Rock será chance de mostrar segurança musical numa apresentação única para todos, embora a banda marque apenas sua estreia em festivais de maior porte. Neste cenário local em expansão, onde vêm surgindo oportunidades sucessivas “de se firmar para dentro e fora”, NebulozA RocK chega para somar.

* O Grito Rock é uma produção do Circuito Fora do Eixo em conjunto com os coletivos e conta com parceria das Casas Associadas e apoio Toque no Brasil. Festival filiado à Associação Brasileira de Festivais Independentes - Abrafin. Em Feira de Santana, o evento está sob a responsabilidade do Feira Coletivo Cultural, cujas atividades são desenvolvidas há pouco mais de um ano e se encontram vinculadas à rede Fora do Eixo.

0 comentários:

Postar um comentário