E ACONTECEU O FERVURA FEIRA NOISE!

O Fervura Feira Noise é o principal evento de aquecimento para o nosso festival, que acontece este ano, em novembro. A ideia de fazer este aquecimento nasceu em 2010 recebendo 2 bandas fantásticas - e foi um sucesso. No último dia 19 aconteceu a segunda edição, com 4 atrações, 2 locais e 2 bandas convidadas. E o que aconteceu? Ora, foi um dos eventos mais lindos que realizamos este ano. O principal objetivo do Feira Coletivo que é o de estimular a cena cultural local, gerando intercâmbio, produção de produtos culturais e estabelecendo trocas de conhecimento e tecnologia social na cidade, além de contribuir imensamente para a circulação dos artistas independentes – e com muita dedicação, isso tem sido alcançado.

O dia que escolhemos para o segundo Fervura foi um domingo, dia que inicia a semana dos festejos juninos no nordeste, mas isso não foi negativo nem por ser domingo e muito menos por está tão próximo do São João.

Às 17:30h foi iniciado o evento. O final de tarde estava nublado e frio, o que só tornou o Botekin mais aconchegante ainda para quem chegava. O público ainda estava chegando quando nosso querido Dj e Multinstrumentista Don Maths comandava as pick ups, deixando rolar um repertório feito especialmente para ocasião e recheado do melhor da música nordestina. Don Maths fez intervenções sonoras durante todo o evento, nos intervalos entre as atrações.

Logo em seguida veio a Heróis de Aluguel. A banda tem pouco mais de 1 ano de atividades, e faz um rock and roll autoral, calcado nos principais nomes do rock brasileiro dos anos 80. A banda, no entanto, não se limita a essas referências. Por isso mesmo abriu o show mandando um rock clássico de Chuck Berry - e lá pelo fim do show, executou outro cover, dessa vez do Kings of Leon, que também foge um pouco à linha oitentista. Danilo (Voz) e Biscoito (Guitarra) já são veteranos do rock feirense, e participaram da antiga Demodê. Heróis de Aluguel faz um som vigoroso, bem groovado, com canções autorais simples, mas de arranjos bem cuidados. Uma coisa bacana que a banda fez foi homenagear bandas locais, tocando “Rock da Overdose” (LP & Os Compactos) e também “Luz” (Clube de Patifes).

Passava das 19 horas quando subiu ao palco a soteropolitana Sertanília, banda que trabalha com música regional. Quem esteve no Botekin pode presenciar uma apresentação lindíssima, com o melhor da música nordestina de raiz. Como a banda mesmo diz: o sertão é ponto de partida para sua música. Não existe nada melhor numa apresentação do que fazer com que o espectador se sinta em casa - é música que está em nosso sangue, no subconsciente de quem vive aqui no nordeste. E esse encanto que nos trazia a memória não foi quebrado com a banda que sucedeu a Sertanília. A Cabruêra era sem dúvida a atração mais esperada da noite, mas apresentação da Sertanília foi surpreendentemente linda e cativou todos os presentes.

Então vieram eles, Arthur Pessoa e companhia, era a vez da Cabruêra no palco do Fervura. Sem dúvida nenhuma, ter essa banda no palco de uma produção do Feira Coletivo foi um sonho realizado. E claro: a noite não poderia encerrar de melhor forma, a energia da banda no palco era incrível e a miscigenação sonora que a banda faz contagiou a todos o público presente.

A Cabruêra dispensa qualquer apresentação. A banda tem um currículo extenso, 4 discos lançados, trazendo para nossa geração tudo que tem de bom na nossa música com nova roupagem. E nessa roupagem você encontra um pouco de tudo: do afrobeat ao samba, do funk ao côco, repente, forró. No palco do Botekin, a banda fez um apanhado geral de sua carreira, com mais canções do novo disco Visagem, claro, mas também um pouco de cada um dos outros 3 discos anteriores, com espaço para uma bela ciranda que se formou no Botekin, e é claro, o Forró Esferográfico, música instrumental que Arthur Pessoa executa com um violão e uma caneta esferográfica, marca registrada da banda.

Tudo que é bom a gente já sabe, acaba, mas acabou de forma agradabilíssima às 22:00 em ponto, coisa que o público adora, já que se trata de um domingo. O Fervura passou e deixou saudade, mas ao mesmo tempo deixou plantado uma grande expectativa para o Feira Noise 2011 - e que nós do Feira Coletivo vamos fazer o possível para satisfazê-la nos mínimos detalhes.

Fiquem atento ao canal do Feira Coletivo no youtube, os vídeos da cobertura do evento já vai sair.

0 comentários:

Postar um comentário