CINEMA GRÁTIS! Inovacine apresenta filme "Flor do Deserto" na abertura da exposição "Violência contra a Mulher"


Violência contra a Mulher: uma Violência sem Fronteiras 






Acontecerá na próxima sexta-feira, dia 25 de novembro (Dia Internacional do Combate a Violência Contra a Mulher, a partir das 19 horas, no Museu de Arte Contemporânea - MAC, a abertura da exposição fotográfica itinerante de Gizelda Alves, intitulada “VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: uma violência sem fronteiras”. De acordo com a pesquisa da fotógrafa, a violência contra a mulher é um fenômeno internacional que atinge as mulheres em todo o mundo, independente de classe social, raça, nível de conhecimento ou idade. Atualmente existem inúmeras pesquisas e programas nacionais e internacionais de apoio ao combate a essa problemática. Um dos dados mais alarmantes evidencia que a violência doméstica é a causa principal da morte de mulheres entre 16 e 44 anos, desse modo, matando mais do que o câncer e os acidentes de trânsito.

O objetivo deste trabalho é contribuir para o debate internacional sobre a violência contra a mulher. O deslocamento da exposição por diversas cidades do mundo, permite à fotógrafa/pesquisadora divulgar e fomentar o debate sobre o tema, tornando visíveis as marcas desse tipo de violência. A exposição conta com 21 fotografias p&b e tem como pré-requisito não permitir a identificação da vítima, mesmo quando parte do rosto é fotografado.

Gizelda Alves é Mestre em Ciências Sociais, em Ciências da Comunicação e doutoranda em Teoria do Cinema pela Philipps Universität Marburg – Alemanha. Atualmente ocupa-se com o tema “Violência contra a mulher” tanto no âmbito da pesquisa científica, como da documentação fotográfica. Como fotógrafa elabora, há cerca de quinze anos, exposições coletivas e individuais, utilizando os formatos analógico e digital. Suas fotos são apresentadas sempre em p&b.

Dentro da programação do evento, além da mostra fotográfica, haverá a projeção do filme austriáco “Flor do Deserto” da diretora Sherry Horman, às 18:30, 
palestra sobre o movimento de lutas das mulheres contra a violência com a Profa. Sônia Lima de Carvalho (DCHF/UEFS), Mestre em Educação Especial (CELAEE), Membro do Mulieribus - Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher e exposição das artistas visuais feirenses: Maristela Ribeiro, Patrícia Martins, Leidi Velame, Léa Maria, Leide Kitai e Laís Oliver, numa sala especial, com obras sobre o mesmo tema.









Sobre o filme:

Flor do Deserto
Título original: (Desert Flower)
Lançamento: 2009 (Áustria, Alemanha, Reino Unido
Direção: Sherry Horman
Atores: Liya Kebede, Sally Hawkins, Craig Parkinson, Meera Syal.
Duração: 120 min
Gênero: Drama

Sinopse: Waris Dirie (Soraya Omar-Scego / Liya Kebede) nasceu em uma família de criadores de gado nômades, na Somália. Aos 13 anos, para fugir de um casamento arranjado, ela atravessou o deserto por dias até chegar em Mogadishu, capital do país. Seus parentes a enviaram para Londres, onde trabalhou como empregada na embaixada da Somália. Ela passa toda a adolescência sem ser alfabetizada. Quando vê a chance de retornar ao país, ela descobre que é ilegal da Somália e não tem mais para onde ir. Com a ajuda de Marylin (Sally Hawkins), uma descontraída vendedora, Waris consegue um abrigo. Ela passa a trabalhar em um restaurante fast food, onde é descoberta pelo famoso fotógrafo Terry Donaldson (Timothy Spall). Através da ambiciosa Lucinda (Juliet Stevenson), sua agente, Waris torna-se modelo. Só que, apesar da vida de sucesso, ela ainda sofre com as lembranças de um segredo de infância.

Fonte: adorocinema.com

Local: Museu de Arte Contemporânea Raimundo Oliveira - MAC
Contato: (75) 3223-7033 | 8109-0409 | 9189-9942

Capacidade da sala de exibição: 50 lugares

Realização: MAC
Apoio: Coletivo Inovacine

Maiores informações: inovacine@gmail.com



--
Coletivo Inovacine

0 comentários:

Postar um comentário